Quarto de Hóspedes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto de Hóspedes

Mensagem por John Hawthorne em Ter Ago 06, 2013 11:35 pm

Quarto de Hóspedes
• Casa dos Diretores •


Usado para receber pessoas que venham ao Acampamento, por qualquer motivo. É pequeno, com um sofá que se transforma em cama, mas moderno e sofisticado.



Kath@GX

_ _ _ _ Acampamento SobreNatural RPG _ _ _ _


JOHN HAWTHORNE | GUARDIÃO DOS MANIPULADORES DA TERRA | ATLETA | HACKER | FP
avatar
John Hawthorne
Administrador

Mensagens : 57
Localização : Terraaa

Informações
PhotoPlayer: David Henrie
Raça: Manipulador da Terra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Dom Ago 11, 2013 10:19 pm




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


Eu tinha duas opções: ou jogava charme para cima do guarda na porta da casa dos diretores e fazia ele me deixar entrar, ou pulava a janela da sala, que parecia trancada, mas na verdade nunca estava. Esse é mais um dos previlégios de ser filha do diretor, eu conhecia aquela casa como nenhum outro aluno.
Escolho o caminho mais fácil, para mim. Falo com o guarda docemente e minto que tenho um assunto de pai-e-filha para tratar com o meu pai, urgente. Mesmo me avisando que o diretor não está em casa, ele me deixa entrar. Bem simples.
Vou direto para o quarto de hóspedes e a primeira coisa que reparo é que mudou muito desde a última vez em que estive ali. Aquele havia sido meu quarto por muitos anos, quando eu ainda não tinha idade para ficar nos dormitórios e meu pai já era o diretor. O quarto era todo rosa na época, estilo de princesa, e eu lembro que amava isso. Hoje estava bem mais sério e sem bichinhos de pelúcia.
Fecho a porta e, dentro do quarto, percebo que estou sozinha. Fato estranho, considerando que eram quase três da manhã. Então lembro da reunião que meu pai disse, se ele não chegou ainda, provavelmente o comandante também não. Tiro a jaqueta dele, que ele tinha me emprestado naquele dia no shopping, a muito tempo, e eu ainda não tinha devolvido, e penduro na cadeira amarela ali. Abro uma das garrafas de whisky numa bandeja perto da TV e coloco uma dose para mim em um copo. Vou até o guarda-roupa e abro. Incrível. Todas as roupas perfeitamente arrumadas e uma coleção gigante de ternos. Penso que nunca vi de perto o comandante de terno, só em alguma festa do Black Castle e mesmo assim foi de longe, e sou daquelas garotas que acha que todos os homens ficam mais sexy de terno. Porque é verdade! Mas tinha um cabide vazio, então... Quem sabe?! Procuro um cobertor e acho facilmente em uma prateleira.
Sento no sofá-que-mais-parecia-uma-cama e ligo a TV. Vou passando os canais até encontrar um filme que ainda estava no começo: Crepúsculo. A primeira vez que eu vi foi no cinema, com Liss. Eu odiei, e ainda odeio, porque é exageradamente meloso e Bella é uma idiota, mas deixo naquele canal. Até prestava um pouco de atenção, enquanto bebia tranquilamente.


Place: Quarto de Hóspedes With: Sozinha Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @
avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Seg Ago 12, 2013 11:41 pm


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @

De longe, hoje era o pior dia do ano. Nesse exato dia. O único dia em que eu usava a aliança no dedo da mão esquerda, como se fosse casado. Mas não era. Anos atrás, nesse dia, eu me casava. Criei uma espécie de tradição. Era um tanto idiota; mas eu me sentia melhor. Voltando de uma reunião, coloquei a mão no meu bolso do paletó do terno e retirei a foto dela. Já a havia superado tempos atrás; ainda machucava. Segui em frente com minha vida; deixando um pedaço para trás. Guardo a fotografia.

Abro a porta do quarto de hóspedes, por agora meu, e vejo minha jaqueta na cadeira amarela. O único problema era que eu havia emprestado-a para Rose Ivashkov, e desde de então nunca mais a vi. A televisão está ligada e tem uma garota no meu sofá coberta por um cobertor. Isso já é muito estranho, porém fica mais ainda quando percebo o que está passando na tevê. Crepúsculo. A última vez que lembrei do filme foi vendo Rose dormir profundamente. 

Era ela a garota ali. Mais estranho ainda. - Rose. - Olho para uma mesa e ali vejo um presente; era o que comprei para ela. Nunca soube escolher presente; por isso sempre dou jóias - o que continha dentro do pacote. Era uma pulseira fina e detalhada. Um das garrafas de whisky estava aberta - a primeira desde que comecei a ocupar esse quarto. - Hoje é seu aniversário. - Não era uma pergunta, mas sim uma afirmação. - Feliz Aniversário. - Peguei o pacote de presente e coloquei no sofá, onde ela estava, e onde sentei. Não sabia que gostava de Crepúsculo. Na verdade; nem esperava.


avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Ter Ago 13, 2013 11:14 pm




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


Alguns minutos depois, o comandante chega. Ai. Mundo. Pára tudo. Ele está de terno e muito, muito... gostoso? Sexy? Não. Completamente desejável! Nunca vi ele assim tão gato. Nunca vi ele como um cara para uma noite, mas agora era exatamente assim que eu via.
Ele não me pergunta o que estou fazendo aqui, nem me dá bronca por ter faltado todas as suas aulas na semana. Em vez disso, lembra do meu aniversário, me dá os parabéns e um presente. Ele parece cansado, triste e meio sombrio quando senta do meu lado, bem diferente do normal. Me afasto um pouco dele antes de responder.
Eu odeio esse filme. Bella me dá nojo.
Nenhum de nós dois faz qualquer movimento para desligar a TV ou trocar de canal. Silêncio total, enquanto eu abria o presente. Uma pulseira. Eu não entendia nada de joias, meu negócio são sapatos, mas era uma pulseira bonita. Tentando colocar a pulseira e sem olhar para ele, começo a falar baixo.
Foi uma semana péssima, eu chorei até na aula de Línguas Estrangeiras. Felizmente ninguém viu. E estou tendo o meu pior aniversário em 12 anos. E a culpa é sua.
Eu não estava brava nem nada, estava só... avisando. Finalmente desisto de tentar colocar a pulseira e estendo o pulso para ele colocar para mim. As lágrimas estavam ali de novo e eu seco-as, sem borrar a maquiagem e rapidamente, para o comandante não ver. Olho para o meu pulso com a pulseira e volto a olhar para o filme, enquanto falava:
Ok, vamos jogar. O nome do jogo é Perguntas e Desejos, é simples e não, você não pode não jogar.
Abaixo bem o volume da TV e só então viro para ele.
Cada um pode fazer três perguntas para o outro e o outro tem que responder honestamente, sem mentir. Se por acaso se recusar a responder, o que pode fazer, a pessoa fica devendo um desejo para quem perguntou. No final do jogo, a gente ''realiza'' os desejos. Entendeu? Ótimo. Eu começo. Relaxa, vou pegar leve com você.
Aponto para a mão dele, para algo que eu tinha notado quando ele colocou a pulseira em mim.
Por que você está usando uma aliança?


Place: Quarto de Hóspedes With: Christian Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @
avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Ter Ago 13, 2013 11:54 pm


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @

Por algum tempo, um silêncio pairou no quarto, enquanto Rose abria o presente. Não sabia se ela iria gostar; mesmo a pulseira sendo linda. Talvez ela não goste de pulseiras. Foi como tentar acertar alguém no escuro, exceto pelo fato de que minha vida não depende disso. No momento em que ela tenta colocar a pulseira, eu fico fitando a televisão, sem realmente a ver. Muitas imagens passavam pela minha cabeça. Passado, presente, futuro. Tudo em um só momento. E, de repente, ela diz algo que me atinge em cheio. Ela chorou essa semana inteira e estava tendo o pior aniversário dela em doze anos. Rose deixou claro que isso era culpa minha, apesar de não precisar. Eu já sabia; e era por isso que não me importei com a ausência dela nas aulas de auto-defesa. Porém, a partir de amanhã, não tolerarei mais faltas. Porém, só depois de amanhã. Afinal, hoje é aniversário dela. A voz dela parecia normal ao falar-me isso, mas consegui distinguir um tom de sinceridade.

A vampira estende o pulso e eu gentilmente coloco a pulseira para ela. Por um momento pensei ter visto lágrimas no rosto dela, por isso voltei meu olhar novamente para ter certeza do que vi. Sem lágrimas. Provavelmente foi só uma imaginação minha. Ela fala sobre um jogo. Não penso em recusar a jogar; não depois de tudo o que fiz. Olho para Rose enquanto ela explicava o jogo; do qual nunca havia brincado. Ela inclusive diz que vai pegar leve comigo, mas não acredito nem por um momento. O que se confirma na primeira pergunta.

Pensei em recusar-me a responder; achei um mal começo. As outras perguntas poderiam ser piores do que essa. E, sim, eu imagino que sejam. Olho para a minha mão esquerda e giro a aliança, pensando, mas não permitindo-me perder em pensamentos. - É uma tradição que criei desde que... desde que um acidente aconteceu. - Respondi à pergunta de um modo que não revelava o que aconteceu, mas também que explicava o que ela havia perguntando. Eu queria logo acabar com esse assunto, que nunca permiti conversar sobre com ninguém, nem mesmo com Willian Ivashkov, meu melhor amigo. Por isso rapidamente fiz a minha pergunta: - Por que veio aqui? No seu aniversário. Deveria estar se divertindo com seus amigos, ao invés de estar com um cara que te fez chorar. - Pelo meu tom de voz deixei claro que não estava triste por ela estar aqui; apenas curioso. Havia uma pergunta que era a que eu realmente queria saber da resposta, mais do que essa. Mas não começaria com ela, de modo algum. 




avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Qua Ago 14, 2013 12:29 am




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


Para alguém que nunca jogou, o comandante era bom. Sabia responder, sem realmente dizer nada.
Eu havia jogado isso com muitos caras, mas acho que nunca foi tão certinho e sério assim. Uma das perguntas que eles mais me faziam era que cor era a minha calcinha. Não importava muito. Eles geralmente sabiam depois, na hora de realizar os desejos.
Desta vez estava sendo bem diferente, eu tinha absoluta certeza que o comandante não iria perguntar a cor da minha calcinha.
Segundo ele, usava a aliança por uma tradição desde que certo acidente aconteceu. Ok. Ele não quer falar. Certo. Mas não vai ficar assim.
A pergunta dele é bem simples: porque estou aqui, com um cara que me fez chorar?
Corrigindo: você me faz chorar.
Pura verdade, já que eu não podia mentir mesmo. Ele sabia fazer as pessoas chorarem como ninguém.
Eu estou aqui porque meu quarto está ocupado. A festa que eu estava é longe demais para minha preguiça e eu não quero acordar Liss.
Havia Brandom, mas ele não está no quarto e, quando chegar, não vai estar sozinho. Resposta dada, vamos à minha pergunta:
Há quanto tempo você não tem uma bela noite, com uma bela mulher? E você entende em que sentido estou falando...
Pergunto, sorrindo maliciosa. Eu precisava ganhar um desejo.
Eu quero saber, mas você não precisa me responder, sério.
Meu sorriso aumenta.


Place: Quarto de Hóspedes With: Christian Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @
avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Qua Ago 14, 2013 12:48 am


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @

Eu estava certo; ela não pegaria leve. Não demorei muito a perceber que tudo que ela queria era ganhar um desejo. Suspiro e penso num modo de contornar a pergunta. Como não achei... - Tudo bem. Você tem um desejo. Não irei responder a essa perguntar. - Ela fazia as perguntas mais pessoais; estou começando a achar que ela tem esse dom. - Tome cuidado com o que você deseja.

Ela pegou pesado; eu não faria uma pergunta pesada dessa vez. Talvez seja; não sei a resposta. Tudo depende... - Você disse que esse foi o pior aniversário nos últimos doze anos. Você tem dezessete. O que aconteceu no aniversário de cinco anos? Perguntei olhando diretamente para ela. As possibilidades são imensas. Poderia ter sido apenas um pequeno incidente insignificante; poderia ter sido algo tão grave que marcará a vida dela para sempre. E, nesse momento, eu não me importava com qual dos dois seria. Nessa altura do jogo, eu já havia deixado-me levar um pouco, mas não completamente. Quero o meu desejo, e sei exatamente o que fazer com ele.  Só realmente espero que a pergunta que poderá trazer esse desejo não a magoe de algum jeito. 






Última edição por Christian Markwell em Qua Ago 14, 2013 11:01 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Qua Ago 14, 2013 10:43 pm




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


Como eu previa, ele não respondeu e eu ganhei um desejo! Fácil, depois de jogar muito, você já sabe que tipo de pergunta fazer para cada tipo de homem não responder.
Daí ele me pergunta o que aconteceu no meu aniversário de cinco anos. Uma série de sentimentos me invadem e olho bem nos olhos dele para responder:
Não é da sua conta.
Levanto, virando de costas para ele rapidamente, sem deixá-lo ver que as lágrimas estavam bem ali, de novo. Realmente, eu prefiriria muito mais que ele tivesse perguntado a cor da minha calcinha. É tão mais fácil de responder, sem pensar em nada. Sem lembrar de nada. Sem sentir nada.
Seco as lágrimas de novo e caminho até a bandeja com os whiskys. Coloco uma bela dose no meu copo e vou até a janela. Por ela entrava um vento muito gelado, pelo menos para mim, de short e blusinha de alça. Não me importo. Minha pele já estava completamente gelada e meus pés descalços ainda mais. Abro mais a janela e respiro o ar da rua. Na verdade, só queria que a vontade de chorar passasse e os pensamentos também.
Fecho a janela e sento de novo no sofá.
Você tembém tem o seu desejo.
Se antes estava ficando legal o jogo, agora eu soava bem seca e meio cansada. Minha última pergunta, eu tinha que pensar bem. Tomo mais um pouco de whisky, para ajudar a pensar. Olhando para a TV, via a pior parte do filme: Edward mostrava para a idiota da Bella como ele brilhava ao Sol. Não viro para o comandante quando pergunto:
Porque você não disse realmente a verdade para o meu pai? Ele assinou o contrato... Mas disse que você falou bem de mim. Eu sou uma chata com você, quase desmaiei na nossa primeira aula, estava dando uns pegas legais no Greymark em uma de nossas aulas, matei aula com você para arrumar meu armário, gritei com você inúmeras vezes... E muito mais. Então, porque?
Porque ele era tão legal comigo?


Place: Quarto de Hóspedes With: Christian Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @
avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Qua Ago 14, 2013 11:46 pm


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @

Pelo jeito que ela me responder, me arrependo de ter feito a pergunta. Sim, eu recebi o desejo que tanto queria. Mas será que ele valeu a pela? Não tenho certeza disso. 

Rose levanta e fica de costas para mim, como se não quisesse que eu visse algo. Como lágrimas. Ela vai até a bandeja com whisky e pega um copo. Ela anda até a janela; por onde já olhei o luar várias vezes. Passa-se muito pouco tempo quando então ela fecha a janela e senta novamente no sofá. Toma mais um pouco de whisky e olha para a TV; porém, eu não desvio meu olhar dela. Sempre tive orgulho de não ofender ninguém, e já fiz minha aluna chorar, mais de uma vez. Talvez eu simplesmente não seja mais quem eu era antes. O que poderia ter mudado, eu não faço ideia; provavelmente nada. Observo Rose Ivashkov atentamente enquanto ela faz a terceira e última pergunta dela. Os traços do rosto dela são firmes, porém suaves. O cabelo um pouco volumoso completava a aparência. Ela é realmente bonita, não há como negar. 

Porque, por mais que você não acredite, eu me importo com você, Rose. Não vou gritar ou falar mal de você quando fiz coisa pior do que isso. Como posso cobrar algo de alguém quando na verdade o que eu fiz é mais grave? Desvio o olhar para a TV e fico surpreso com a parte que está passando. A que Edward observa Bella dormir. Exatamente como eu havia feito com Rose pouco tempo atrás. Há algo nela que simplesmente não sei explicar, que faz com que eu... Esqueça, Christian.

Eu ainda possuía uma última pergunta. Ia fazê-la; antes de pensar em algo e mudar de ideia. Troquei de pergunta. Voltei meus olhos para ela e então pergunto. Rose. Seja sincera. Como você me vê? O que realmente pensa sobre mim? - Essa pergunta era mais importante para mim do que realmente aparenta. Era muito mais importante do que o desejo. Não ligo para o que pensam de mim; nunca liguei. Mas agora era diferente. Talvez tenha algo errado comigo. Primeiro, faço alguém chorar muito; segundo, pego-me observando atentamente uma aluna. 

avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Qui Ago 15, 2013 7:20 pm




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


Ele se preocupa comigo? Ah, tá. Sei. O comandante responde assim e pergunta como eu realmente o vejo. Estranho, ele não parecia o tipo de cara que se importa com o que os outros pensam dele.
Mas também não parecia o tipo de cara que chama uma mulher como eu de vadia, e vê no que deu... Sinto os olhos dele em mim, quando respondo:
Um homem bonitão, do tipo chato-legal, mais chato do que legal.  Um professor horrível, que gosta muito de conversar, até demais , e tem a incrível mentalidade de achar que pode mudar o mundo inteiro. Tem um beijo médio-excelente, mas acho que só porque não pratica muito. Um cara que raramente fica irritado, mas quando fica, fala o que quer, sem pensar muito. Sabe quando erra e gosta de adivinhar o que as pessoas pensam e como realmente são, ou só de ficar olhando-as mesmo. Você faz isso comigo o tempo todo.
Ele realmente achava que eu não tinha percebido? Acontecia em todas as aulas: estávamos lá lutando, acontece de ficarmos muito próximos, ele me encara e diminui a força, daí eu viro o jogo e consigo ganhar dele. É só assim para colocá-lo no chão, uma ou duas vezes, a aula inteira.
Hora dos desejos. Você começa.
Só tinha que explicar umas coisinhas.
Tem que fazer pedidos que podem ser realizados, ou seja, não peça uma viagem à Lua. E não peça uma dancinha sexy ou strip, porque eu realmente não estou podendo.
Digo, brava, mas viro pra ele e sorrio.
Brincadeira!


Place: Quarto de Hóspedes With: Christian Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @

avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Sex Ago 16, 2013 10:10 pm


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @


Levanto a sobrancelha quando ela começa a falar, mas no final já estou rindo espontaneamente, algo raro. Não consegui fazer outra coisa além de rir, após ouvir a descrição dela. Era um riso verdadeiro e raro. Mas, de certo modo, ela tinha total razão quanto à parte de ficar observando ao invés de acordar. A única coisa que ela não sabia era que só acontecia com ela. Nunca distraia em minhas lutas, nem nas que em que eu pegava um pouco mais leve, como as primeiras aulas de Rose. Ao que também não faço com frequência; pegar leve. Mas ela estava aprendendo o início de muitos movimentos, e sempre é bom ir aos poucos.  A distração ocorreu em duas aulas, e nunca mais se repetirá. O que realmente acontecia, eu não sabia explicar. Eu apenas via os olhos dela, e parava de lutar, como se para deixá-la ganhar. 

Apesar de ela virar para mim e rir, dizendo que é brincadeira; eu não rio. Apenas olho seriamente. - E também não peça coisas que não posso fazer ou que não esteja ao meu alcance, não esqueça disso. E compareça as aulas amanhã; se não relatarei ao seu pai. E eu estou falando sério.  

Levantei da cama, pela primeira vez desde que ali sentei, caminhando até a estante. Não havia fotografias ou muitas coisas pessoais; só objetos de decoração que eram do próprio quarto. Continha apenas uma pequena coisa; uma espécie de troféu de ouro. A única coisa que eu levava comigo, para não me perder e nem para esquecer quem realmente sou. Era o primeiro troféu que ganhei de competição de luta, em primeiro lugar. Observando-o, peguei na mão e o girei cuidadosamente. - Não chore mais por causa de mim ou qualquer outro homem; simplesmente não vale à pena. - O meu pedido era algo simples e possível. Não há muita coisa que quero; tenho tudo o que preciso e estou bem assim. 
 

avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Sex Ago 16, 2013 11:24 pm




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


O pedido dele é simplismente...
Você está louco?! Como eu posso prometer isso? Eu nunca chorava por motivos assim tão... sem noção! Se você não quer que eu chore, então não me faça chorar!
Levanto também, enrolada no cobertor, e vou até ele, para ver de perto no que ele tanto estava mexendo. Um troféu. Tiro da mão dele e leio a plaquinha: primeiro lugar, em uma competição de luta qualquer.
Belo troféu, Sr. Perfeição.
Coloco na estante e seguro a mão dele, levando-o de volta para o sofá. Desta vez, sento bem perto do comandante, na verdade, encostando nele. Viramos para a TV e tomo o resto da dose do copo.
Eu realmente gostava do jeito que ele me olhava... Não com desejo, ou indiferença, ou como uma modelo da VS. Só como se visse uma Megan, quer dizer, uma Rose, diferente do que todo mundo.
Sou tomada por uma vontade louca de dormir. Normal. Encosto a cabeça no ombro dele e durmo quase instantâneamente.
Sem sonhos, como sempre, eu acordo no que parece ter se passado cinco minutos. Mas na verdade passou bem mais, o filme está acabando: Edward e Bella estão começando a dançar, na última cena, ela de All Star, pisando nos pés dele. O comandante continua do meu lado e desencosto a cabeça do ombro dele lentamente.
Não ia perder essa oportunidade por nada. Levanto, lembrando perfeitamente de que ainda tinha um desejo, e puxo o comandante comigo.
Lembra quando te ensinei umas coisinhas semana passada? Ok, vamos ver se você aprendeu.
Minha voz era baixa e passo os braços ao redor do pescoço dele, que bota as mãos na minha cintura. Semana passada, era um ensinamento de beijos, mas essa semana...
É o mesmo processo para dançar, sabia?
Digo baixinho e começamos a dançar, ao som da música do filme, nos encarando, diretamente nos olhos. Bem... romântico? Talvez. Mas hoje ainda era meu aniversário. Tudo é possível.


Place: Quarto de Hóspedes With: Christian Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @

avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Dom Ago 18, 2013 1:59 am


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @


Não respondo nada quando ela se opõe ao meu pedido; nem quando ela zomba do meu troféu. Ela me guia para o sofá e eu simplesmente me deixo levar; afinal, é aniversário dela, e ainda sinto que, de algum modo, estou em dívida com ela. Rose encosta a cabeça no meu ombro. Ia afastá-la; porém, quando percebo, ela já adormeceu. Passa algum tempo inerte.

Enquanto ela dormia, eu apenas vagava em pensamentos. Girei minha aliança no dedo, lembrando a mim mesmo quando decidi que o passado fica no passado. Por mais obscuro, por mais inesquecível, o passado sempre te assombrará. E algo que eu aprendi com a vida, é que não se deve tentar esquecer o que aconteceu com você anteriormente, pois isso é parte de você agora, e, talvez, se deixá-la ir sem remorso é como se uma parte de sua alma esvaísse. É necessário cuidar com carinho do passado; não tentar apagar, mas também não esquecer do futuro e do presente. Não existe acaso ou destino; as coisas simplesmente são. E não há como mudá-las, apenas melhorá-las. Não há certo e não há o errado, há apenas as escolhas; e são elas que definem quem você realmente é. Por esse motivo é necessário criar tradições. Por isso criei a minha. Outra coisa que consegui aprender foi a manter sua expressão inalterável; como um escudo, impedindo as pessoas de lerem o que se passa na sua cabeça. Muito útil em várias ocasiões. 

Quando Rose acorda, percebo que Crepúsculo já está no fim, quando Bella e Edward dançam. Ela levanta e me puxa junto. Qualquer outro momento, eu recusaria; mas não esse, e não faço ideia do motivo. Ela pergunta se lembra quando ela "ensinou" algumas coisinhas para mim semana passada. Não dei-me o trabalho de corrigi-la, pois na verdade não a deixei "me dar essa aula", que por sinal achei muito idiota. Era mais velho que ela, uns dez anos; assim, tenho mais experiência do que ela. Rose pensa que não beijo há anos, mas isso não é verdade; porém não achei necessidade em falar isso. Não faço ideia do por que eu estou pensando nisso, mas, já que comecei, vou até o final. Ela poderia beijar com mais frequência que eu, é claro, mas isso não contava no caso experiência. É algo difícil de se explicar, as pessoas mais velhas, mas não velhas, da minha idade, são as pessoas que de fato sabem. 

- Sabia sim, Rose. Por mais que você me ache um cara das cavernas, eu sei beijar e dançar. - Falei isso, mas continuei dançando. Normalmente não faria isso, mas, bem, eu devia um desejo a ela, e é aniversário; algo que considero muito sagrado, para os outros. Não comemoro o meu. Nós ficamos olhando um no olho do outro. Era algo... meio romântico, preciso afirmar. 

Não sei como cheguei a esse ponto; porém a beijei. Eu deveria estar maluco e fora de controle. Foi um beijo leve, suave. Carinhoso, eu até diria. Demorou um pouco, mas logo recobrei a razão a afastei. Fui até perto da janela, e não virei para trás. Desculpe-me, Rose. Não vai mais acontecer, prometo. Eu não sei o que deu em mim, por um momento, perdi a razão. Talvez você devesse ir embora. Curtir seu aniversário.

Eu havia prometido. Não posso me permitir fazer isso de novo. Não de novo.
 

avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Dom Ago 18, 2013 10:57 pm




Break the Ice!

We're restless at heart burnin' inside !


Pensando bem, dançar com ele não foi uma ideia ruim. Foi horrível. Não sabia ao certo o que estava acontecendo, mas, a cada passo que nós dávamos, eu me sentia mais e mais tonta e enjoada.
Então ele me beija, do nada e a tontura passa por uns instantes. Como um cara romântico, é um beijo leve e chega a ser carinhoso. Só que ele se afasta, vai até a janela e, sem olhar para trás, diz que isso não vai acontecer de novo e praticamente me manda embora para curtir meu aniversário. Ou o que sobrou do meu aniversário.
Fico extremamente irritada, em parte porque, quando ele me soltou, a tontura voltou com tudo e tive que me segurar para não cair, mas ele não viu isso. Estava muito ocupado, se desculpando.
Fica aí, comandante. Curtindo seu passado, suas tradições idiotas e seus troféis antigos. E eu te acho sim um cara das cavernas. Ou você se acha muito moderno, remoendo o passado desse jeito?
Já tinha colocado o sapato e pego a garrafa de whisky que eu abrira. Lutando contra uma vontade imensa de vomitar, ou simplismente desmaiar, abro a porta e, antes de sair, digo em alto e bom tom:
E você me deve um desejo. Eu não te obriguei a dançar e muito menos a me beijar. Você fez o que quis. Mas pode deixar que vou cobrar a dívida.
Bato a porta com força e saio dali, andando apressada e bebendo.

Continua: http://campsobrenaturalrpg.forumeiros.com/t185-academia


Place: Quarto de Hóspedes With: Christian Music: Break the Ice - Britney Spears Clothing: This
credits @
avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Sex Out 18, 2013 10:31 pm


Quarto de Hóspedes

O PIOR DIA DO ANO- @


Finalmente, depois de trabalhar por cerca de 24 horas, tenho um dia de folga. Não pego férias - não suporto. Mas às vezes um dia de folga é bom. Entro no quarto de hóspedes, depois de uma luta. Foi uma luta um tanto disputada, o adversário era bom. Mas eu consegui imobilizá-lo e derrotá-lo. Estava com alguns cortes e arranhões, mas tudo bem. Já estou acostumado. Ser guardião é... indescritível. Mas, ser o Comandante dos Guardiões pode chegar a ser exaustivo em algumas épocas, como essa. 

Ainda estou hospedado no Acampamento SobreNatural, e não sei até quando vou ficar aqui. Mas sei que não precisam de mim no Black Castle, há pessoas suficiente protegendo-o e protegendo às pessoas que por ali passam ou trabalham. Ando descalço na grama - perdi meu tênis em algum momento -, sentindo a umidade. Era algo reconfortante e suave. Não havia muitas pessoas ali, talvez por causa da chuva. Foi algo bom estar chovendo, havia sangue seco no meu braço. Ajudou a limpar.

Já mais afastado do centro do Acampamento, vejo a casa dos diretores. Passo pela ponte, iluminada pelas luzes, sempre acesas, dali, até chegar na casa em si. Não era uma mansão ou algo do tipo, mas é bem confortável. Entro e vou direto ao meu quarto, onde troco de roupa e deito na minha cama - que na verdade não é minha, apenas provisória, como estou com o Quarto de Hóspedes. Dormo no instante em que fecho os meus olhos. 
 

avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Caroline Shimmer em Qua Out 23, 2013 5:36 pm


{
}
Post: #022
Listen: Turn me On
Place: Quarto de Hóspedes
Clothes: ----
Tagget: Irmandade Negra
irmandade negra



Dirijo até o acampamento com meu próprio carro: um Jaguar F Type. Não sou fascinada por carros - realmente, prefiro tortura e sangue -, mas realmente gostei desse. Tem um compartimento secreto para corpos. Vivos ou mortos. Não faz diferença.
O camp estava quase vazio. A maioria deveria estar no dormitório. Não foi difícil saber onde Markwell estava hospedado: Quarto de Hóspedes da Casa dos Diretores. Há uma grande probabilidade de ele não estar lá. Espero que o quarto tenha entretenimentos. 
Ah, olha. Ele está dormindo. Uma pena, porque assim não tem luta. Ando pelo quarto, observado os objetos. Quase nenhum pessoal. Então ando até a cama. Tiro minha faca, presa junto à perna, mas penso melhor. Pego um pequeno frasco e derramo o líquido na boa dele. Markwell até parece um pouco fofo dormindo. Pena que não faz o meu tipo. Acho que ele é do mais salva-vidas, então... não.
Ele engole e só então pego a faca e enfio na perna direita dele. Depois puxo e enfio na esquerda. Não quero ele andando por aí. Faço um corte nos dois braços também. Ele deve ter força para ter se tornado o Comandante do Guardiões. 
A coberta já está manchada de sangue, então penso num jeito de levar ele até o carro. Trago-o pelos braços até um pedaço do quarto, perto da janela. Olho, mas não tem ninguém. Então levanto-o. Caramba, ele é pesado. Mas apoio na parede, então não preciso fazer muito esforço. Então jogo-o pela janela. Talvez ele tenha uma concussão. Ou não. Não é muito alto. Mas provavelmente vai doer mais tarde. Isso é bom.
Dobro o cobertor e dou um fim nele, depois saio do dormitório e dou a volta, parando novamente em frente ao corpo inconsciente dele. Assovio. 
Um cavalo chega e, novamente com a ajuda da parede(ela se tornou uma boa aliada), coloco em cima do cavalo e dou um jeito de ele não cair. Monto também, e em poucos minutos estou no meu carro.
Abro o compartimento de corpos e coloco Markwell ali dentro. Tem um pano para não manchar de sangue, claro. Tranco-o - ele não vai morrer asfixiado, tem uma ventilação de ar. 
Assumo o lugar do motorista e dirijo até Miami, na Floreta.

Continua http://campsobrenaturalrpg.forumeiros.com/t235-floresta


~ Thanks, Baby Doll at etvdf!

_ _ _ _ Acampamento SobreNatural RPG _ _ _ _


seductive demon
guardiã
caroline shimmer
avatar
Caroline Shimmer
Administrador

Mensagens : 174
Localização : Londres e Acampamento SN

Informações
PhotoPlayer: Candice Spoweneell
Raça: Demônio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Sex Jan 31, 2014 6:33 pm




Where's Cinderella?!

I don't believe in fairy tales!

No caminho para cá, um garoto que passou por mim assobiou, aprovando meu novo visual. Sorri por meio segundo antes de perceber que ele era um bruxo. Um bruxo, com muito sangue disponível. Em um piscar de olhos estava em cima dele. Ele não resistiu por muito tempo e tentei não machucá-lo muito, porque ele foi legal, certo?, só que era meio difícil. Parei antes de deixá-lo completamente morto, mas não pude impedir que ele desmaiasse. Tomara que alguém consiga achá-lo aqui. Penso e saio, completamente renovada, deixando o bruxo deitado na grama e bem a vista, embora não houvesse ninguém perto.
Flerto com o guarda e entro na casa dos diretores facilmente. Subo até o quarto de hóspedes e vejo a zona que está esse lugar. Os lençóis estão revirados e manchados de sangue e há também um rastro do sangue até a janela. Ah, claro. Caroline sequestrou o comandante dormindo. E jogou ele pela janela. Eu acho. Passo por cima de todo aquele sangue e deixei a jaqueta em cima da mesa. Já estava indo embora quando tenho uma ideia. Procuro um papel e uma caneta no quarto e deixo um bilhete para o comandante:

Valeu por essa noite.
M.

PS.: Arrume esse seu quarto. E vou te dar uma jaqueta nova, essa é muito muito horrível.

Fecho a porta com cuidado e passo no banheiro antes de sair, para ver se havia alguns resquício de sangue no meu rosto.

ENCERRADO


Place: Quarto de Hóspedes With: Sozinha Music: Cinderella - Britney Spears Clothing: This
credits @
avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Megan Ivashkov em Qui Dez 17, 2015 7:40 pm




Comandante's Letter

the biggest (and best) one


Comandante,

Eu acho que vou acreditar em Lissa por um momento. Acreditar que ela está certa, que você realmente sente algo por mim. Talvez, olhando tudo que a gente passou, até seja verdade. Mas, caso você não goste de mim desse jeito, pare de ler isso agora. E queime a carta.
Primeiro, acho que você merece a verdade: eu não amava você, Comandante. Pelos motivos óbvios (de você ser chato, idiota, insuportável e muitas coisas mais), mas, principalmente, porque eu não acredito nesse tipo de amor. Acho que passei por muita coisa na vida e fiquei meio distante do que antes eu sonhava. Você sabe, príncipes, castelos, essas coisas. Só que príncipes não existem. Mas, se existissem, eles se pareceriam com você. Não fisicamente (ok, talvez um pouco, já que eu amo o jeito que você fica de terno. Estou morta mesmo, agora posso confessar), mas moralmente. E, desculpa desapontá-lo, mas eu não sou nenhuma princesa. Ângela, com certeza, era "a boa garota" que você merece.
Agora, estou lembrando de tudo que a gente passou, e decidi te contar qual foi meu momento favorito. Porque você já sabe o pior de todos: aquela noite, na praia, quando eu deveria estar em uma de suas aulas (repito: você é um professor terrível. Mas eu gostava das aulas, de verdade. Lissa não acreditou quando contei para ela.), mas estava com algum cara, não lembro quem era, e então você disse aquelas coisas que doeram muito, mas, sério, acho que todos pensavam e nunca disseram. Foi legal você ter coragem. Mas ainda te odeio por aquilo. Enfim, meu momento preferido: eu chamo de "noite do marshmallow". Embora você tenha deixado eu comer o pacote inteiro sozinha. Era para ser a pior noite da minha vida (e, acredite, eu já tive noite muito, muito, ruins) e você estava lá. Claro que não foi você que melhorou ela, foram os marshmallows, mas só o fato de eu não estar sozinha foi incrível. Obrigada. Gosto também do dia em que você me levou no McDonald's, foi divertido! Se, para onde eu for (céu, inferno ou outro lugar), tiver um McDonald's, a primeira coisa que vou fazer quando chegar lá é pedir um BigMac, em sua homenagem! Prometo que vou comer tudo, Comandante Markwell.
Estou sentindo saudades de tudo que nós poderíamos ter tido e não tivemos. Isso faz algum sentido? Queria poder ter te levado a alguma festa, ver você ficar realmente bêbado (mas acho que nunca iria ver isso acontecer), e, não me julgue mal, mas queria muito ter passado uma noite de verdade com você. Quer dizer, todos as noites que ficamos juntos eu dormi. Em todas elas! Você só pode ter me dado um sonífero, ou algo assim, mas acho que, me sentia tão... bem, ao seu lado, que relaxava. Então dormia. Bom, desculpe por isso. Ah, acho bom deixar claro que gostava dos seus beijos. Eram doces, ótimos, e, por incrível que pareça, meu tipo de beijo favorito. Queria que tivéssemos tido mais beijos.
Sei que agora não adianta mais, mas acho que devo isso a você: minha comida favorita é marsmallow, como você já deve ter imaginado. Ou qualquer coisa doce o suficiente. Não gosto muito de saladas. Só para deixar claro.  O açúcar parece que neutraliza um pouco a sede por sangue. Você deveria estudar isso. Meu presente favorito são sapatos, mas o melhor presente que ganhei no meu aniversário esse ano foi sua pulseira. Eu amei, sério. Minha cor favorita acho que nunca vai deixar de ser rosa, mas eu só usava preto meio que em protesto. Eu criei uma personagem nova para mim mesma, e só segui meu papel. Queria que você tivesse conhecido a verdadeira eu. Mais a sua "Rose", menos "Megan". Você ia gostar. Na verdade, acho que nos faltou tempo. Podíamos ter nos conhecido melhor, passado por mais coisas juntos (e talvez por mais noites sonolentas) e então eu deixaria de, simplesmente, gostar de você, e passaria a amá-lo. 
Finalmente, quero pedir para que não se culpe pelo que aconteceu. Você não podia dar informação nenhuma para Ela e, se alguém tem culpa por isso, essa alguém é Dallas. Ele nunca prestou. Ah, tenho que parar de escrever, está doendo muito. 
Bom, acho que só falta uma coisa que eu gostaria de te falar: nunca te chamei pelo nome, já notou isso? (Assim como você nunca me chamou pelo nome. Desculpa. Não pude deixar de aproveitar a oportunidade.) Acho que nunca tive coragem, você intimida as pessoas, Comandante! Só queria que soubesse que, lá no fundo eu... Eu amei você, Christian. Muito. Mas, como disse, você merece uma princesa melhor que essa daqui, despedaçada, em sua vida. Obrigada por tornar meus dias um inferno e, ao mesmo tempo, o paraíso. 

Com amor (de verdade, eu acho),
Megan / sua Rose



credits @


avatar
Megan Ivashkov
Vampiros

Mensagens : 123
Localização : Camp

Informações
PhotoPlayer: Isabeli Fontana
Raça: Vampira

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Christian Markwell em Sab Dez 19, 2015 3:52 am


Quarto de Hóspedes

A CARTA - @


Abro a porta do quarto de hóspedes depois de um longa sessão de treinamento. Na verdade, corrida e socos. Desde a batalha, faço isso... bom, sempre. Me ajuda a parar de pensar, em tudo o que aconteceu. Não consigo lidar com sentimentos; nunca fui capaz desde o dia do meu casamento. Me acostumei a empurrá-los e fingir que não existia, e eu estava indo bem. Estava. Desde a... morte... dela, tudo complicou e eu não fui capaz de continuar fingindo. Porém, também não posso permitir que tudo venha à tona, porque sei que não aguento outra morte de alguém assim. Não de novo, não depois que tudo o que passei.

Dois dias atrás a situação piorou. Saiu do controle. Enquanto andava pelo acampamento, escutei duas pessoas conversando, e uma delas chamou a outra de camarada. Isso foi a gota d'água. Comecei a correr. Corri até minhas pernas doerem, até meus músculos implorarem para eu parar, tentando esquecer de tudo e me manter ocupado, distante. Tentando não sentir. Bati meu recorde; corri por horas. Não funcionou, mas continuei tentando; não queria me desfazer em pedaços. Minha visão começou a escurecer, eu via pontinhos pretos, até que veio a escuridão. Acordei quatro horas depois, na enfermaria, onde levei bronca da enfermeira e saí irritado e apressado, mas não o suficiente para não escutar os palavrões e xingamentos; porém, não me importei.

Quase piso em um papel, que claramente foi empurrado por baixo da porta enquanto eu corria. Alcanço a toalha em cima do armário e limpo meu suor antes que pegar a carta e abri-la. E me arrependo no momento em que fiz isso. 

Achava que escutar a conversa dos dois foi a gota d'água e não podia ficar pior; nunca estive mais enganado. Manchei o final da carta, embaraçando algumas palavras. Mas então eu percebi o que deveria fazer e o que eu sentia, mas nunca quis admitir.

Eu amo Rose. 

Eu nunca me permiti perceber isso, e também tentei desviar de qualquer aproximação; não preciso nem dizer que falhei. Mas eu não fiz tudo isso porque eu estava com medo de sentir alguma coisa; estava com medo por ser ela. A filha do meu melhor amigo. E, depois de tudo o que aconteceu, principalmente agora, eu não perdê-lo. Porque então eu vou enlouquecer de vez. 

Eu sei que agora ela não está mais aqui; algumas pessoas falariam que não faz sentido eu fazer isso agora. Teria sido melhor ter feito quando ela estava viva, mas... Não posso continuar assim. Como se nada tivesse acontecido e ela é só mais uma vítima, mais um conhecido meu que deu azar. Por isso, dobro a carta e dou meia volta, sem se importar com as lágrimas que escorrem do meu rosto ou com o buraco que se torna cada vez mais profundo em meu coração ou com o nó na minha garganta.
 
Continua em QUARTO DO DIRETOR

avatar
Christian Markwell
Comandante dos Guardiões

Mensagens : 158
Localização : Black Castle + Londres

Informações
PhotoPlayer: Matt Dallas
Raça: Filho das Sombras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Hóspedes

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum