Quarto de Payne Jane Stryder

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Brandom Stark em Qua Dez 11, 2013 1:04 am

---------------------------------------



Não entre sem bater,pois alem de ser grosseiro pode entra na hora errada,e não vai querer ver Payne irritada.

---------------------------------------

_ _ _ _ Acampamento SobreNatural RPG _ _ _ _

avatar
Brandom Stark
Administrador

Mensagens : 135
Localização : Vire para trás...

Informações
PhotoPlayer: Zac Efron
Raça: Lobisomem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Seg Jun 09, 2014 10:53 pm

Aquele seria um dia como qual quer outro se não fosse pelo chamado da noiva das sombras. Na noite anterior eu tinha saído da sede da irmandade para me divertir um pouco, então fui a um bar e fingindo ser maior de idade pedi um copo de wisk puro, ate que uma loura de olhos verdes muito bonita sentou-se ao meu lado nos conversamos é no final eu a levei para o meu quarto de hotel e la acabamos por fazer sexo, mas não qualquer tipo de sexo, eu a dominava o tempo todo de todas as formas. 


Quando acordei eu levantara da cama e fora beber um suco, e enquanto tomava o mesmo eu olhava para a garota sorrindo e muito satisfeito pela noite passada, e enquanto lembrava da noite anterior eu olhava para cada um dos pequenos cortes que eu fizera na garota com minha espada que estava encolhida no tamanho de uma adaga, sou puxado abruptamente de meus pensamentos ao ouvir uma voz em minha cabeça, era um dos demônios da irmandade que estava me lembrando de não esquecer de fazer a minha parte do ataque, bufei ao lembrar do ataque ao acampamento então deixei um bilhete na mesa de cabeceira junto com um pouco de dinheiro que seria suficiente para um taxi e para ir ao medico mas isso iria da cabeça dela pouco me importaria se ela morre-se. 


Depois de algumas horas de voo em minha vassoura cheguei ao acampamento exatamente atrás do dormitório dos lobisomens, entrei no quarto de minha amiga Payne abri uma passagem secreta no chão em que eu pedira para ela guardar umas coisas para um ritual de invocação que meu avô criara, assim que guardei todos os ingredientes junto com as ampolas de sangue que eu coletara de algumas pessoas especificas da irmandade, quando me levantei senti uma forte dor no ombro quase perto do meu coração “saco eu preciso do anel” pensei me lembrando do anel que eu pedira para a Payne guardar para mim, depois de alguns minutos o quarto estava todo revirado a dor tinha passado por conta de minha pressa então sai do quarto dela apreçado. 






POST ENCERRADO
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Sex Ago 08, 2014 10:13 pm

Meu rosto deveria esta vermelho, eu estava com raiva com muita raiva.

Era simplesmente inacreditável, que Volkov havia ajudado em tudo isso, depois de dizer que estava arrependido, o acampamento estava um caos, eu não queria ter super audição nesse momento, pois dava para ouvir cada pequeno grito de agonia, de qualquer um que estava sendo torturado por perto. Era... horrível, você saber que uma coisa ruim estava acontecendo mais não poder fazer absolutamente nada.

Eu ainda não acreditava que o cara que eu cresci, meu melhor amigo tinha ajudado a fazer tudo isso.

É a poucos minutos quase fui morta e violentada, por um daqueles desgraçados da irmandade.

Rosnei e o chutei. Ele veio novamente na minha direção mais foi parado pela voz de outro homem.

- Eu cuido dessa ai. Estão te chamando na cede. - Diz Adam. 

Ele estava com uma expressão e voz fria, sinceramente, eu tirei forças não sei de onde, para não ir em sua direção e soca-lo.

Rosnei e o olhei ameaçadoramente para Adam. Um de seus ''amiguinhos'' passo por nos, e ele pego meu braço e começo a me arrasta em direção do dormitório dos lobisomens.

Sim eu deveria ter me soltado e socado Adam, mais não esta podendo, aquele cretino filho da p*** de antes, tinha aplicado alguma coisa em mim, e eu não conseguia me transforma totalmente, oque estava me deixando mais irritada, ainda. 

Quando chegamos ao meu quarto, me soltei de seu aperto, e rosnei abrindo a porta e olhando tudo de olhos arregalados. Todo o meu quarto estava todo revirado. Rosnei alto e me virei para Adam o jogando contra a parede. 

- Você! - Rosnei e apontei o dedo para ele. - Se entra no meu quarto de novo e revira-lo eu vou castra você! Nem adianta negra eu sinto seu cheiro aqui. - Digo rosnando e o soltando. Respiro fundo e fecho os olhos.

Ele pode ser esse psicopata agora, mais la no fundo ele ainda é seu amigo, e se ele esta aqui e porque ainda se preocupa com você.


Pensei comigo mesma, tentando me controlar.

Abri os olhos, e o olhei.

- Oque esta acontecendo? Porque reviro meu quarto? - Pergunto o olhando mais calma agora.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Sab Ago 09, 2014 5:01 am

Depois do ataque o acampamento virou um caos completo, a noiva das sombras atribuirá alguns afazeres a seus mais fieis seguidores, ou como gosto de chama-los cães D’ela. Após todos se dispersarem eu sairá atrás de minha amiga Payne, pois eu preciso da ajuda dela urgente, andei apressadamente em direção ao centro do acampamento enquanto ajeitava meu, sobretudo cobrindo minhas veias que estava ficando negras por conta da infecção de magia negra que novamente eu estava sofrendo.
 
 Andei ate que encontrei Payne lutando contra Dante um dos vampiros mais folgado de toda a irmandade, ele achava que era dono de tudo que a Noiva deixa-se passar despercebido, mas eu precisava me apreçar, pois Pay estava com problemas, assim que me aproximei fiz com que minhas feições mudassem de preocupado para frio e que minha vos acompanha-se esse estado falso de espirito – Eu cuido dessa ai, Estão lhe convocando na cede- disse ao sangue suga que logo se levantou e passou por nos, assim que ele saiu peguei a garota pelo braço e a arrastei ate o quarto da mesma para que conversássemos .
 
 Enquanto nos dirigíamos para o local notei que Payne me olhava de um jeito sinistro, aquilo me assustava bastante como sempre assustara em nossa infância, mas não deixei ela notar essa minha reação, achei estranho ela não ter se transformado ainda , só então atinei que Dante devia ter  injetado na garota a poção do lobo cinzento, essa poção fazia com que qualquer lobisomem não se transformassem por completo.

 Após alguns minutos de caminhada e muitos rosnados por parte de Payne oque me deixava com medo de sua reação, chegamos enfrente a porta do quarto da garota no chalé dos lobos, ela se soltara de mim rosnando como sempre fazia quando estava com ódio, então a mesma abria a porta de seu quarto, nem tive tempo de reagir assim que ela viu a bagunça que eu deixara o local ela soltara um alto rosnado o que me fizera dar um passo para trás, mas isso não adiantara não a impedira de me empurrar contra a parede oque me calçou uma grande dor por conta da infecção que me matava lentamente deixando minhas terminações mais sensíveis de inicio e depois piorava.


- Você- dissera ela rosnando mais uma vez e apontara o dedo para mim – Se entrar no meu quarto novamente e revira-lo eu irei castra-lo, não adianta negar eu sinto seu cheiro aqui- dissera ela rosnando e me soltando logo em seguida, assim que ela me soltara eu cairá com um joelho no chão e levara a mão próxima ao meu coração que agora estava completamente descoordenado, esse erra o segundo estagio da infecção, o coração batia irregularmente e poderia matar logo ali sem chegar no terceiro por conta de um ataque cardíaco, minha respiração estava irregular eu precisava logo do anel, entrei no quarto de Payne mas estava completamente fraco, por falta de energia eu quase desmaiara ali no meio do quarto da garota – Feche e tranque a porta por favor- pedira a ela então eu desmaiara pois não aguentava mais.
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Sab Ago 09, 2014 5:37 am

Eu ainda estava fervendo de raiva de Adam, mais não pude não me preocupar quando ele caiu no chão. Corri para ele, e ele logo desmaiou, xinguei ate sua decima geração e toquei seu rosto, coloquei sua cabeça em meu colo. Ele estava suado, seus cabelos escuros grudavam em sua testa. 

Choraminguei, sem conseguir controlar meus instintos, apesar de eu não esta conseguindo controlar minha transformação total, meus instintos estavam mais ativos que nunca.

Levantei Adam o mais delicadamente possível, nesse momento agradeci por minha super força se não, nunca que eu seria capais de levantar Adam. Joguei alguns coisas que estavam em cima da minha cama, e o coloquei nela. Tirei seu sobretudo em seguida e ofeguei colocando as mãos na boca.

Não sabia se o xingava por ser irresponsável e usar tanta magia negra, ou se deixava o ouvi sofrido que eu estava prendendo sair, sim agora eu estava com medo, eu lutei com aquele sanguessuga e não tive medo doque poderia acontecer comigo, mais agora estava com medo pelo garoto deitado em minha cama, ele podia ter feito tudo oque ele fez de errado mais ele ainda era meu melhor amigo, meu irmão.

Me sentei na beira de minha cama sem saber oque fazer de inicio, mais logo lembrei do anel, sorri e tirei o cordão de meu pescoço, nele havia um anel, com uma pedra branca. 

Coloquei em sua mão e esperei que alguma coisa acontecesse, lentamente a pedra do anel, começo a escurecer, mais ainda assim era lentamente. Rosnei e sorri maliciosamente.

- Eu vou gosta disso mais você não. Mais você precisa acorda. - Digo em voz alta, como se estivesse falando com ele, levanto meu punho e o soco. Ouvindo um gemido dele logo em seguida e um estalo. 

Fiz um ops e quase, QUASE me senti culpada, por ter quebrado seu nariz. Mais então lembrei do meu quarto e o modo que ele me arrasto ate o dormitório.

- Isso é pelo jeito que me arrasto na floresta. E pelo meu quarto.- Digo rosnando voltando ao meu humor de antes e tentando ao máximo não deixar meu sorriso aparecer, eu ainda estava puta da vida com Adam por tudo oque ele fez, e por esta me arrastando para isso. Mais eu não posso mentir para mim mesma, e dizer que não me importo com ele, e que ele não significa nada para mim, ele é meu irmãozinho encrenqueiro, mais não vou ser ''carinhosa'' com ele, e deixar o meu desespero de antes transparecer. Não enquanto ele for, esse Adam frio e psicopata.

Se depender de mim, ele nunca vai ver meu desespero de antes, quando o vi desmaiar.

Ele me olho parecendo chocado por eu ser capais de soca-lo e quebra seu nariz. Eu apenas li deu um olhar severo e com raiva e ódio, e o ajudei a se levanta.

- Agora comece a falar, como posso te ajudar e oque esta acontecendo. - Digo em um tom autoritário, e tipo que a Senhora Volkov usaria e peguei um copo de água e dei para ele, junto com uma toalha, para estanca o sangramento.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Dom Ago 10, 2014 2:29 am

Após meu desmaio eu acordara em um lugar escuro com vários sibilos – Que lugar e esse_ perguntei, pois sabia que não estava sozinho – Eu essssssssstava lhe esssssperando a muito tempo garoto- disse uma voz reptiliana, logo após essa voz o rosto de uma Pitom reticulada apareceu  , me assustei com aquilo – Pena não podermosssss converssssar – diz o grande animal então minha cabeça e jogada para trás e eu acordo.

 Acordei e senti um liquido quente escorrer por meu nariz – Agora comece a falar, como posso te ajudar e oque esta acontecendo- perguntou ela me entregando um copo de água e uma toalha, eu ainda estava bem fraco e quase deixara o copo cair se não fosse pela ajuda da garota, tomei toda a água em um só gole e coloquei a toalha em meu nariz para estancar o sangramento, em seguida me levantei da cama e quase cai novamente, minhas pernas estavam bambas por sorte eu apoiara no espelho do armário dela e me sentara na cama olhando para ela – Eu não sei deixa eu pensar- disse segurando meu colar em minhas mãos.

 
 Após algumas horas eu olhei para meu reflexo no espelho, minhas veias estavam voltando ao normal, mas ainda estava muito infectadas só o anel não daria conta dessa vez eu precisava de algo para contra balancear a magia negra, então olhei para a garota – Isso e uma infecção por magia negra, meu corpo ainda não esta acostumado com o uso dela então acabo tendo isso- digo mostrando minhas veias completamente escuras por conta da infecção – Mas acabo de lembrar de algo que pode reverter isso por um tempo, mas vou precisar de sua ajuda e de seu colar- digo e a vejo me olhar estranho mas ainda com raiva – O seu colar contem toda a minha magia normal, que foi crescendo a medida que eu ficava mais forte, nunca pensou porque sempre o seu colar esquenta quando algo esta ocorrendo comigo, ele deveria era brilhar- disse tirando a toalha depois de o sangramento ter se estancado
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Dom Ago 10, 2014 2:47 am

Eu o ajudei a ficar de pé, mais uma vez, e o olhei esperando uma resposta.

- Isso e uma infecção por magia negra, meu corpo ainda não esta acostumado com o uso dela então acabo tendo isso. - Disse ele parecendo fraco.

Suspirei e me levantei. 

- Eu já previ isso antes de ver. - Digo em um rosnando frustrado. Odeio rodeios. O olhei seria esperando que ele continuasse. 


-Mas acabo de lembrar de algo que pode reverter isso por um tempo, mas vou precisar de sua ajuda e de seu colar. O seu colar contem toda a minha magia normal, que foi crescendo a medida que eu ficava mais forte, nunca pensou porque sempre o seu colar esquenta quando algo esta ocorrendo comigo, ele deveria era brilhar.

Rosnei e o olhei ameaçadoramente.

- Se eu fosse você ia direto ao ponto, porque eu não estou podendo me defender direito, imagine nos dois. Então vá direto ao ponto antes que eu perca minha paciência. Oque eu tenho que fazer para você melhora? É a ultima vez que eu pergunto. - Digo o olhando ameaçadoramente.

Eu não estava com medo por mim e sim por ele, tinha medo de não conseguir proteger meu irmãozinho problemático, afinal eu ainda não estava podendo me transforma totalmente. Tudo graças aquele sanguessuga. Penso rosnando.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Dom Ago 10, 2014 1:19 pm

Ela estava muito estranha, rosnava o tempo todo sabia que em parte era culpa minha, mas mesmo assim não era para tanto – Bom para eu conseguir melhorar vou precisar de um contra peso para a magia negra, e esse contra peso seria a minha magia normal- suspirei e tirei meu colar que possuía uma ametista.

 
 Após deixar meu colar encima da cama olhei para ela que estava com muita raiva ainda – Olha sei que esta com um ódio mortal de mim, mas se quer me ajudar vou precisar que tire seu colar e segure a safira que tem nele com as duas mãos, que feche os olhos e que seja sincera ao dizer oque sentiu quando me vil desmaiar, só assim meu poder ira voltar para mim- digo olhando ela nos olhos e segurando meu colar em minhas mãos e recitando algumas palavras em latim, depois de algumas horas fazendo isso eu deixara o mesmo de lado respirei fundo – agora e a sua vez-
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Dom Ago 10, 2014 1:33 pm

Eu o olhei como se ele estivesse ficando louco. Rosnei mais uma vez, e segurei a vontade de manda-lo para aquele lugar. Andei de um lado para o outro enquanto ele fazia um feitiço ou seja la oque for, em latim. Suspirei e apertei os olhos. Morde o lábio e comecei quando ele disse que era minha vez.

- Eu estava puta da vida com você não vou mentir, ainda estou, mais quando vi, você desmaiar, eu tive medo, um medo que nunca tive deis do meu pai biológico. - Suspiro e aperto minhas mãos em volta de meu colar. - Eu tive medo por você porque você e minha unica família, e irmão. Queria poder ter te impedido de fazer essa burrada na sua vida. Eu quebrei, pois tive medo de perde você, a unica pessoa que importa para mim de verdade depois de tudo. É que apesar de ter se tornado essa pessoa fria, e que eu tenho vontade de matar a maior parte do tempo. Eu te amo, e prefiro você vivo me irritando doqui morto. E eu saber que nunca mais vou te ver, e nunca mais vou te,ter me irritando. Você é meu irmãozinho encrenqueiro e irritante, meu melhor amigo também. - Terminei de dizer em um folego só e respirei fundo.

O olhei e esperei que ele falace alguma coisa.

- Se você me zoar eu arranco suas bolas. - Digo sem conseguir conter mais uma ameaça.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Dom Ago 10, 2014 2:55 pm

Ouvi tudo o que ela disse e enquanto ela dizia eu podia sentir minha magia voltando, eu estava muito mais forte do que antes podia sentir a infecção retroceder.
 
 Ao ouvir sua ameaça sorri e abri meus olhos que possuíam um brilho azul, mas que rapidamente voltaram ao seu tom verde de antes, levantei me sentindo um pouco melhor e abracei a garota – Muito obrigado por me manter vivo e seguro, você não sabe mais se tivesse perdido o colar ou algo parecido e a pedra si a pedra quebra-se eu acabaria morrendo pois a magia e a fonte de vida de todo bruxo, por isso que sou usuário de magia negra, mesmo que eu perde-se minha magia normal eu ainda teria a negra para me manter- disse e beijei a bochecha dela e a abracei forte – Me desculpe por tudo o que eu causei- pedi a ela, então apontei minha mão aberta para toda aquela bagunça – Figere- então na mesma hora o quarto começou a se arrumar e voltar para seu devido lugar.

 
 Após alguns minutos estava tudo em seu lugar – Payne você tem que sair do acampamento- disse a ela – Não adianta negar eu não quero que sofra, e isso vai acontecer não se preocupe comigo eu vou ficar bem, mas e você que me preocupa então você tem que arrumar suas malas agora e anoite eu venho aqui para te tirar do acampamento- disse preocupado com ela.
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Seg Ago 11, 2014 8:38 pm

O olhei com curiosidade enquanto ele parecia melhor, sua cor parecia volta ao normal, e não mais o tom doentio que estava. Ele me abraço me pegando de surpresa. E sorri e o abracei de volta.

O escultei atentamente, e quase dei um gritinho de alegria ao saber que não teria que arrumar aquela bagunça. Sim eu sei eu sou bipolar, em um momento to quase matando ele, e no outro sou toda sorrisos, mais fazer oque né?

Ri com meus pensamentos incoerentes.

– Payne você tem que sair do acampamento. Não adianta negar eu não quero que sofra, e isso vai acontecer não se preocupe comigo eu vou ficar bem, mas e você que me preocupa então você tem que arrumar suas malas agora e anoite eu venho aqui para te tirar do acampamento.

Coloquei as mãos na cintura e o olhei seriamente. Coloquei minhas mãos em seu rosto.

- Eu não vou deixar você, eu já disse uma fez, e promete a sua mãe que cuidaria de você por mas que você me irritasse e agisse como um babaca. Como eu disse você é meu irmãozinho encrenqueiro, e eu não vou te deixar. Eu te amo seu filhote de capeta. - Digo sorrindo docemente e meio irritada por ele acha que eu o deixaria.

Mais não era só por ele, mais também por Jos, e a anja Salt.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Joseph Nixon em Seg Ago 11, 2014 10:38 pm

Todo o acampamento estava um caos após aquela batalha que teve na floresta, eu não conseguia fazer nada para impedir estava vendo campista serem levados e escutava os gritos de cada um deles de sofrimento por toda aquela tortura, mas quem me preocupava era a loba que eu conhecera em uma festa.
 
 Após algum tempo correndo e salvando alguns alunos aleatórios eu chego ao chalé dos Lobisomens, volto a minha forma lupina e adentro ao local assim escuto a voz de Payne e de um garoto, não consegui intender muito bem o que eles diziam pelo zumbido que estava em meu ouvido depois que eu derrotara um bruxo.

 
 Chego ao quarto da garota e a vejo com um dos bruxos da irmandade - Seu monte de lixo- disse, e na mesma hora me transformei em um grande lobisomem de pelagem branca e olhos vermelhos, agarrei o garoto o separando da garota que amo e jogo o mesmo contra o espelho do guarda-roupa, em seguida fui para ate o usuário de magia o segurei contra o móvel e comecei a sufocá-lo com uma de minhas patas


Última edição por Joseph Nixon em Ter Ago 12, 2014 12:17 am, editado 1 vez(es)
avatar
Joseph Nixon
Lobisomem

Mensagens : 22

Informações
PhotoPlayer: Garrett Hedlund
Raça: Lobisonem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Seg Ago 11, 2014 11:20 pm

Aquele momento não poderia ser melhor, eu estava ali no quarto de minha melhor amiga depois de ter recuperado meus poderes completamente, minha relação com minha melhor amiga estava melhor do que antes, mas como sempre o destino tem que lhe ferrar e foi isso o que aconteceu logo em seguida.

 
 Em um momento eu estava curtindo aquele raro e feliz momento com minha amiga, e no outro estava sendo chamado de lixo por um garoto e sendo arremessado no espelho do guarda-roupa de Payne, eu não entendia o porquê aquele garoto me atacava e também não podia fazer nada, pois ainda estava fraco – Pay soco...- tentei pedir ajuda a Payne mas não consegui aquele lobo era o mais forte que eu já tinha visto.
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Ter Ago 12, 2014 12:19 am

Sorri malandra para Adam eu ia despentear seus cabelos, uma coisa que ele sempre odiou deis de criança, ele é pior que mulher com aquele cabelo dele. Mais então eu estudei passos fortes, e altos, vindo em nossa direção franze os cílios, e antes que pode-se dizer alguma coisa, ou me mover para olhar quem era. Ouvi uma voz rouca e profunda que fez os pelos de minha nuca se arrepiarem. 

- Seu monte de lixo. - Disse Joseph se transformando e atacando Adam. Fiquei em choque por dois segundos. É rosnei. 

Meu corpo tremeu, e senti que podia me transforma, mais agora foi pior, era como se todos os ossos de meu corpo estivesse se quebrando lentamente, partindo tecido, e se expandindo. Soltei um choramingo e cai no chão do meu quarto. A dor paro tão rápido quanto apareceu. Eu me sentia fraca, mais tinha que lutar.

-Pay soco... - Ouvi Adam sussurrar quase sem folego, e essa foi minha deixa. Foi oque eu precisava para conseguir me levantar. 

Soltei um rosnado alto, e me dei conta de que meu sofrimento, não tinha durado muito, não tanto quanto eu achei. Rosnando pulei no lobo branco, nos fazendo voar, por cima da minha cama, e atravessa minha janela. Ele em um impulso cravo as unhas em minhas costas. Uivei de dor e morde o ombro de Jos, não com força o suficiente para fazer um ferimento grave, mais o suficiente para machuca-lo ao ponto de sair sangue.

Ele era maior que eu, obviamente, por ser um Alpha e eu apenas uma Beta, e ainda uma fêmea. Foi facil ele me colocar para baixo e me deixar paralisada. Eu não sabia oque fazer, eu não queria que Adam se machucasse, mas eu não sabia se podia lutar contra o cara, que eu estava tendo sentimentos, que não posso explicar ainda. Mentira eu sei oque é apenas não quero assumir pra mim mesma.

Ele rosno como se perguntasse porque eu tinha o impedido de acabar com sua presa. De alguma forma ele parecia não ter se dado conta quem eu era. Foi quando levantei a cabeça decidida a não deixar o seu comando Alpha me afeta, e não abaixar a cabeça para ele. 

 Olhei em seus olhos, que em vez dos azuis, humanos, agora estavam de um vermelho vivo. Ele me olho de volta por dois segundos e parecia arrependido ao olhar, as patas com suas garras. cobertas cobertas com o meu sangue agora.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Stephanie Salt em Ter Ago 12, 2014 2:22 am

Corri o máximo que minhas pernas podiam, meu vestido branco, voava ao meu redor, antes de tudo começa eu tinha marcado um encontro com meu gêmeo, nos arredores do acampamento, mais ele nunca apareceu, quando voltei, o acampamento estava um caos, não consegui encontra, nem meu gêmeo e muito menos minha tutora e melhor amiga Natasha. Só tinha mais uma pessoa que eu confiava, e sabia que podia me ajudar a encontra-los. Payne.

Corri mais rápido que antes,sentindo o vento bagunçarem meus cabelos, por sorte não encontrei ninguém da irmandade. Meu ultimo encontro com um foi, na entrada do acampamento, uma garota que eu não sei o nome, apenas dei um chute em sua barriga e bate sua cabeça contra uma arvore a fazendo desmaiar. Depois disso não vi mais nem um deles.

Respirei ofegante ao chegar no dormitório dos lobisomens. Andei a passos largos em direção do quarto de minha amiga. E arregalei os olhos com a sena em minha frente, um lobisomem de pelagem branca, pulo em direção a um garoto esguiinho e que parecia um pouco doente, ele o jogo contra o guarda-roupa de Payne, fazendo um som estridente, logo Payne caiu no chão, se contorcendo, mais antes mesmo que eu pode-se dar um passo a frente para ajuda-la, ela se transformo, em uma grande lobisomem de pelagem cinza, Payne era grande, talvez maior de que uma fêmea lobisomem normal, mais o lobisomem branco era muito maior que ela. 

Um segundo depois, Pay estava pulando no outro lobisomem, e os dois voaram para fora do quarto dela, quebrando a janela.

Aquilo me acordo, e pisquei e corri, para o garoto quase desmaiado, ao lado doqui resto do guada-roupa de Pay, ele pareceu que ia me atacar, mais pareceu ver alguma coisa e não o fez.

- Eu não vou te machucar, mais você precisa de ajuda. É Pay parece que não pode fazer isso agora. - Digo e ele pareceu ceder.

Analisei seu ombro, que tinha um caco de vidro enorme,engoli em seco e coloquei as mãos em seu ombro.

- Isso vai doer, mais eu preciso limpar, e estanca o sangramento, e custura isso. - Murmuro o olhando preocupada, a respiração dele estava falha, e ele parecia não conseguir respira direito.

Ele aceno. E eu puxei o vidro de uma vez, o garoto grito, e eu me sente mal por um momento, mas era o único jeito. Peguei um cachecol de Pay que estava jogado para estanca o sangramento. 

- Segura isso, eu preciso achar a caixa de primeiros socorros. - Digo olhando o garoto nos olhos, ele parecia prestes a desmaiar. 

Corri para o banheiro de Pay e comecei a procurar, ela deixava ai, eu mesma tinha visto ela guarda uma vez, que ela havia costurado o ombro de meu irmão. Achei e não pude impedir o pequeno gritinho que saiu de meus lábios. Corri de volta para o lado do garoto, que estava com os olhos fechados.

- Merda. - Xinguei, e levantei sua cabeça, ele pisco os olhos verdes, mais pareciam nublados, como se ele estivesse entre a consciência e a inconsciência.

Limpei seus ferimentos e costurei seu ombro, ele soltava pequenos murmurinhos, e gemidos de dor. O puxei para cima quando terminei, ele falo alguma coisa em protesto com a dor, que provavelmente estava sentindo e xingo, quando eu o puxei para começa a andar, o coloquei na cama de Pay e olhei para a janela, em duvida se devia me meter na briga dela ou não, ela não ficaria feliz se eu me metesse.
avatar
Stephanie Salt
Anjos Caídos

Mensagens : 9

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Ter Ago 12, 2014 9:03 pm

Eu estava a ponto de desmaiar quando vi Payne se transformar, pular nas costas do lobisomem e mandar os dois para fora do quarto, cai ajoelhado no chão com a garganta quase fechada, minha respiração estava muito falha eu estava a ponto de desmaiar, quando uma garota apareceu eu podia estar fraco, mas não seria atacado novamente, mas ao olhar para a garota não pude fazer nada estava completamente encantado pela beleza da garota, a mesma dissera que iria me ajudar, então a mesma começou a ver como eu estava.
  
 Após analisar minhas costas completamente a garota falara que iria dor pois ela tinha que limpar e estancar o sangramento, assim ela arrancou de minhas costas o que parecia ser um grande caco de vidro, assim que ele foi retirado soltei um grito de dor  e assim a garota colocara um cachecol no ferimento e pedira para eu apertar o mesmo ate que ela encontra-se o quite de primeiros socorros de Payne.
   
 Depois de alguns minutos ela voltara, mas eu estava quase desmaiando por sorte eu estava forte o suficiente para me manter acordado, mas acabei por fechar os olhos assim à garota aparecera, levantara minha cabeça e me fizera acordar eu tinha me concentrado tanto que sem saber acabei ficando na linha tênue entre a consciência e a inconsciência, ela voltou a limpar meus ferimentos em seguida começou a suturar todos os meus ferimentos.

 
 Logo após ela fazer tudo isso ela me levantara e me levara ate a cama, assim que deitei na mesma eu vi que ela estava em duvida se ia ajudar Payne, assim percebi que minha amiga estava com problemas, me levantei mesmo com os protestos da garota – Não me impeça pois eu preciso ajudar minha amiga- disse então me levantei e tudo rodou, mais com minha força de vontade me mantive firme peguei a sacola magica que eu tinha, e de lã tirei um cajado que possuía uma pedra branca em sua ponta, e assim me apoiando na mesma fui ate o lado de fora e bati o cajado no chão fazendo uma grande corrente de ar circundar os dois e os separar.
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Joseph Nixon em Ter Ago 12, 2014 9:18 pm

Enquanto estrangulava o bruxo ate que o mesmo chega-se a morrer, só uma coisa passava por minha cabeça manter Payne a salvo e impedir qualquer um que tenta-se feri-la, mas não tive tempo de matar o garoto porque logo em seguida senti alguém pular encima de mim oque nos fez rolar pela cama da loba e atravessar a janela, eu estava completamente fora de mim oque me fez cravar minhas unhas nas costas da pessoa que ate então eu não sabia que se tratava de Payne, em retribuição ela mordera meu ombro o que me fez uivar da dor mesmo que não tenha sido muito forte.
  
 Assim que batemos no chão usei minhas habilidades de controle por ser um Alpha, minha ordem era lei então joguei a loba no chão e exerci sobre ela a minha vontade ficando por cima da mesma a deixando completamente paralisada, olhei para minha adversaria, pois sabia que era uma femia pelo cheiro que também me era familiar, mas não conseguia identificar, ate que inesperadamente ela olhara para mim negando meu comando, na hora não entendi como ela fizera aquilo.

  
 Assim que olhei para a cara da loba percebi que era Payne, olhei para minhas garras e vi que elas estavam sujas com o sangue de minha amada na hora senti uma grande corrente de vento bater em meu corpo me afastando dela, estava perturbado pelo que fizera com a garota, na mesma hora eu voltara a minha forma humana, ajoelhei no chão completamente perturbado pelo que eu fizera – Desculpe-me eu não sabia que era você, me perdoe Payne eu te amo não queria ter feito isso- disse completamente arrependido pelo que eu fizera com a garota que eu amo que eu jurara para mim mesmo que a protegeria mesmo que isso custe a minha própria vida.
avatar
Joseph Nixon
Lobisomem

Mensagens : 22

Informações
PhotoPlayer: Garrett Hedlund
Raça: Lobisonem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Ter Ago 12, 2014 11:09 pm

Respirei um pouco ofegante, minhas feridas já haviam começado a se curar, mais não tão rápido, pois meus ferimentos tinham sido feitos por um Alpha. Sabia que provavelmente ficaria cicatrizes, suspirei. Antes que eu pode-se fazer alguma coisa, uma rajada de vento passo por nos, levando Joseph para longe, rosnei em advertência, para Adam sabia que tinha o dedo daquele filhote de satã nisso, e eu sentia o cheiro de seu sangue, e a voz de Stephanie xingando e o mandando volta para o seu lugar antes que ele abrisse seus pontos. Não fazia ideia como minha amiga tinha ido para ali, mais sabia que ela tinha cuidado de Adam, por isso o som urgente e de preocupação em sua voz.

Ouvi passos em minha direção e desviei os olhos para o som, Joseph vinham em minha direção em forma humana seu rosto se contorcia em dor, engoli em seco, não pude conter o medo que fiquei, mais também estava com muita raiva, não pelo machucado e sim por ele ter tentado usar o seu comando Alpha comigo, rosnei, e me levantei, mesmo com a dor em meu lado.

- Desculpe-me eu não sabia que era você, me perdoe Payne eu te amo não queria ter feito isso.


O olhei de olhos arregalados, e pensei que tinha enlouquecido de vez, ao ouvir aquelas palavras dele. Me transformei de volta, ao normal gemie de dor e cambaleei um pouco, coloquei a mão em meu lado machucado, e a minha camisa começo a ficar vermelha.

- Tudo bem Joseph. - Disse em um tom neutro e morde os lábios. Dei alguns passos para trais e pulei minha janela de volta. 

Não me entenda mão, eu amo aquele lobisomem idiota e impulsivo, mais ele tinha acabado de usar aquele maldito comando Alpha em mim e tentar matar Adam. Eu tremia de choque e felicidade pelas suas palavras, mais não podia fazer isso agora, o acampamento estava um caos, meu melhor amigo era da irmandade negra e uma pessoa que todos do lado ''do bem'' querem matar lentamente. Eu deveria ser egoista uma vez na minha vida, mais promete a mãe de Adam que cuidaria dele sempre, e não importasse oque eu tinha que fazer. 

Engoli as lagrimas que queriam descer pelo meu rosto, olhei Anie e dei um sorriso agradecido, e fui ate Adam que estava na porta, o puxei pela orelha, sobe seus protestos de volta para o meu quarto, pela sua cara, tinha certeza que ele não tinha ouvido Joseph se não ele já teria falado alguma coisa, quando Anie me viu puxando Adam pelas orelhas começo a ri loucamente. Sorri para minha amiga, isso pode ser estranho, mais Anie sempre conseguia acalmar as pessoas com sua risada musical, sua risada era como sinos, fazia qualquer um relaxa.

- Sera que pode me ajudar? - Perguntei olhando Anie e apontando para o meu machucado. - Não se meta nos meus negócios! - Disse olhando Adam rosnando para ele. - É va descansar, AGORA. - Digo o olhando ameaçadoramente. 

As vezes você tinha que ter um tom de mãe com Adam, porque ele aji como criança as vezes.

Suspirei, ao ouvir os rosnados de Jos, ele estava irritado, com minha reação, suspirei e olhei para o chão enquanto Anie se aproximava de mim.

- Não pense só nele dessa vez, não deixe seu cara escapa, você também o ama. - Murmuro Anie se aproximando de mim, com aquele ar de eu sei oque você ta pensando e sentindo que só ela tem. A olhei nos olhos sem saber se devia ou não fazer isso, morde o lábio e ouvi os passos altos, e rápidos de Joseph em direção ao meu quarto de novo. Me posicionei na frente de Adam protetora mente.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Stephanie Salt em Qua Ago 13, 2014 1:14 am

O garoto moreno sem nome, que eu havia acabado de salvar. Se levanto e revolveu que iria ajudar Payne. E me mando não me meter. Eu o olhei com cara de poucos amigos, mais o olhei preocupada quando ele cambaleou um pouco quando começo a andar.

- Merda garoto eu não salvei sua bunda pra deixar você morrer imbecil. - Comecei a xinga-lo e aperta as mãos em punho, eu não iria atrais desse idiota. Pay já iria ficar puta com ele, quando visse seu estado. 

Me encostei na parede e cruzei os braços esperando a reação de Pay, que logo foi ouvida, um rosnado, e logo ela apareceu em sua janela, havia uma mancha vermelha em sua blusa, olhei confusa, mais não deu para avaliar muito, pois logo ela estava saindo do quarto e provavelmente indo atras do garoto estranho e ferido.

Não pude conter minha risada, quando Pay apareceu pela porta de seu quarto,arrastando o garoto pela orelha, ri mais ainda quando Pay o ameaçá, sabia que ela não iria ficar feliz em alguém se meter em seus negócios, respirei fundo, e fui para o lado de Pay e para fazer oque ela pediu. Tinha visto o lobisomem que ela foi lutar e presumi que ele era o famoso Joseph Nixon. Sorri internamente, minha amiga, sempre iria colocar a felicidade e proteção dos outros na frente da sua.

- Não pense só nele dessa vez, não deixe seu cara escapa, você também o ama. - Murmuro perto de minha amiga, para que Adam não escute, a olho, ela sabia exatamente, a quem eu estava me referindo. 

Ela suspiro e mordeu o lábio.

- Ei lobinha preciso que você tire essa blusa pra que eu veja seus ferimentos. - Digo apontando para sua blusa.

Ela balança a cabeça e tira sua blusa sem se importa com a presença do garoto moreno. O olhei e ele pareceu não se importa. Mais avaliava as feridas de Pay, não sangrava mais, mais ainda estava coberta de sangue, e terra, não era bom deixa o machucado sujo, mesmo que seja um lobisomem e saiba que ele pode curar pode haver mais problemas, e demorar a cicatrizar.

Pay pareceu perceber meu olhar em seu amigo e sorrio maliciosamente. Merda ferro ela penso merda.

- Eu e Adam nos conhecemos deis de crianças, não é como se nunca tivéssemos visto um ao outro pelados, pelo menos ate os doze anos. - Diz ela olhando para o garoto que aparentemente se chamava Adam, e sorrindo maliciosa como se os dois trocassem uma piadinha interna.

Limpei a garganta e a porta foi aberta em um rompante, e um cara alto, beeem alto, ainda mais se comparando a mim, com o meu 1.65, musculoso, pele clara e olhos intensos azuis e cabelos loiros na altura dos ombros entro pela porta, e paraliso ao ver Pay sem blusa, sem eu ter me dado conta Pay tinha se mudado e estava na frente de Adam em uma postura protetora. 

- Ei ei, parem com isso, o quarto da Pay já ta detonado o suficiente. Nada de brigas aqui, e temos dois feridos aqui. Se controle, isso vale para os três. - Digo alto mais calmamente para os três e vou na direção de Pay como se nada tivesse acontecido.
avatar
Stephanie Salt
Anjos Caídos

Mensagens : 9

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Dom Ago 31, 2014 10:26 pm

Após separar os dois uma fraqueza se instalou em mim, mas nada que eu não pude-se passar por sima e assim o fiz. 

Estava me preparando para atacar o garoto que tinha atacado Payne quando senti alguém puxar minha orelha como se eu fosse uma criança, notei que era Payne que como sempre agia como se fosse minha mãe, chegamos em seu quarto e eu ainda brigava com ela, assim que a mesma me soltara eu pude ver com mais clareza a garota que me ajudara, ela sorria da sena e seu sorriso era tão lindo quanto o nascer do sol a cada manhã, não era só seu sorriso ela por completo era linda, ela parecia uma modelo da victoria secrets. 

Aquilo me fazia sentir algo que eu vinha impedindo a anos, mas agora sabia que não poderia conter eu estava interessado na quela linda mulher, escuto Payne me dar ordens como ela gostava de fazer,  bufei e me dirigi ate um canto do quarto a garota pedira que Payne tira-se a blusa para que ela pudesse ver melhor o ferimento, aquilo me deixou com mais raiva do lobo, Paynme fizera oque lhe fora pedido então olhei da garota para a loba so para constatar que ela ainda tinha um corpo muito bonito, mas fui tirado de meus pensamentos ao ouvir oque ela dissera e acabei sorrindo malicioso olhando para Payne, porque muita coisa aconteceu em nossa infância só que eu não tivera tempo de falar nada pois quando vi min há amiga de tantos anos estava a minha frente de forma defensiva assim que o cara que me atacara apareceu em sua porta, ver o rosto dele ali me dava raiva ainda mais porque agora podia ver oque ele fizera com minha amiga de tantos anos. 

Ver aquele ferimento me já estava me dando odio então na mesma hora tirei de meu casaco a faca que carregava sempre e a fiz assumir sua forma natural uma espada de aço e ferro, que possuía no minimo uns cinquenta centímetros de lamina e vinte de empunhadura o que me permitia usar a mesma com duas mãos ou uma – arkanun- disse e a lamina começara a brilhar, sai de trás de Payne correndo e fizera um corte no ar longe do garoto apontando para o chão – saia daqui agora- disse apontando a lamina para o garoto.
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Joseph Nixon em Dom Ago 31, 2014 11:18 pm

Eu não consegui mover um musculo, estava completamente abatido e se continuasse da quela forma eu acabaria fazendo merda, então a imagem de minhas garras rasgando a carne dela e o som invadiram minha mente, cai de joelhos logo em seguida soutando um grande rosnado. 


Após essa demonstração de raiva eu simplesmente abaixara a cabeça, ouvi a voz de Payne mas não pude dizer oque ela dizia por mais que eu estava me odiando por ter feito aquilo, a segurança de minha loba era mais importante então corri para dentro do chale e logo em seguida para dentro do do quarto dela. 


Assim que adentro ao local noto que a anja amiga de Payne com quem eu a via conversando muito estava lá cuidando das feridas dela, feridas essas que eu causara pensar naquilo me deixou triste, assim que a loba me viu encostado no batente de sua porta ela na mesma hora fora para frente do bruxo o protegendo, mas aquilo não adiantou de nada pois ele tentara me assustar com uma magia que fora conduzida por sua espada o mesmo me mandara sair do quarto, aquilo eu jamais faria a não ser que a loba pedisse, andei ate ele olhando para as garotas e segurei a lamina da espada com força o que fez minhas mãos sangrarem – Me mate mas faça isso rápido, pois não quero causar mais sofrimento a quem amo- disse olhando nos olhos de Payne – Sei que assim não poderei cumpri minha promessa mas não a farei sofrer nunca mais, então ande logo me mate- digo mais alto olhando para os olhos da garota.
avatar
Joseph Nixon
Lobisomem

Mensagens : 22

Informações
PhotoPlayer: Garrett Hedlund
Raça: Lobisonem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Stephanie Salt em Dom Ago 31, 2014 11:52 pm

Observo os dois e reviro os olhos.

- Dramáticos. - Murmuro e continuo limpando os ferimentos de Payne, ela me olha angustiada. 

- Deixe esses trogloditas resolverem isso, você já ta machucada o suficiente.

Falei o mais calmamente possível, mais não posso negar estava angustiada também e preocupada, com oque os dois imbecis iriam fazer.

- É melhor me ouvirem é não destruírem mais o quarto ou machucar a Payne se não castro os dois com uma faca sega. - Digo alto o suficiente para os dois brutamontes ouvirem e termino de limpar os machucados de Payne e começo a costurá-los.

-To me sentindo uma enfermeira em noite de plantão. - Murmuro mal humorada.

Suspiro e não posso controlar meus pensamentos e eles voam para Nat e meu irmão, suspiro triste e me concentro nos machucados de Pay.
avatar
Stephanie Salt
Anjos Caídos

Mensagens : 9

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Payne Jane Stryder em Seg Set 01, 2014 12:02 am

Adam babaca idiota, imbecil, filhote de satã. Eu xingava Adam de todos os nomes possíveis e que eu lembrava, agora, não acreditava que ele tinha machucado Joseph e que aquele filhote de cachorro tinha se entregado de mão beijada por causa de um mal entendido.

Anie me seguro antes que eu pode-se fazer qualquer coisa. Suspirei e resolve deixar eles agirem como homens das cavernas mesmo, se as coisas saíssem do controle tenho certeza que Ania mesmo interferiria. 

Fiz uma careta enquanto ela mexia nos meus machucados, suspirei e sorri com sua utima fala. Mais logo ela ficou com um ar triste.

- Onde esta Stephan? - Murmuro baixo apenas para ela ouvir, ela me olha e vejo desespero contido em seus olhos de um tom azul puxando para o violeta.
avatar
Payne Jane Stryder
Lobisomem

Mensagens : 53

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Adam Volkov em Seg Set 01, 2014 1:16 am

Mesmo com meu ataque para intimidá-lo o lobo não saiu do lugar, ele vinha em minha direção e ate segurara a lamina com força para se machucar 'ótimo agora Payne iria acabar comigo  porque o cara que ela gosta tinha sofrido um pequeno corte' penso sabendo que nada fizera contra o retardado que estava ali pedindo para eu mata-lo. 


Olhei nos olhos do mesmo tentado a aceitar seu pedido, mas algo em seu olhar me dizia que ele não fazia isso por ter cometido algum tipo de erro, mas sim como um pedido velado de que se ele não pudesse cumprir sua promessa eu e quem deveria mata-lo e mais ninguém, abaixei a espada sorrindo e assenti ao mesmo que parecia mais aliviado. 


Após guardar a espada a camuflando novamente me sentei na cama de Payne e fiquei sorrindo para elas, olhei de Payne para o garoto e pude notar uma "leve" tensão entre eles e isso me fizera sorrir, só então notei a pequena serpete que se aproximava de mim - legião oque esta fazendo aqui menina?- perguntei a serpente que me olhava, poucos minutos depois minhas feições mudaras para preocupadas - Como assim explique isso melhor- disse abaixando minha mão em que o animal se enrolara logo em seguida, não dei atenção para como os outros reagiram ao ver aquilo então fique escudando tudo o que a serpente me dizia mentalmente graças ao nosso contrato.
avatar
Adam Volkov
Bruxos

Mensagens : 62

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Joseph Nixon em Seg Set 01, 2014 2:24 am

Olhei fixamente para o garoto, e assim que ele confirmou meu pedido sorri aliviado e soltei sua espada assim que ele a abaixou, andei ate onde as garotas estavam parei um pouco antes e olhei para o bruxo, sabia oque ele era pois já tinha visto vários e acabei descobrindo como reconhece-los. 

Não demorou muito e ele confirmara minhas suspeitas ao falar com uma serpente, achei aquilo muito estranho mais não incomum, de onde eu venho era normal ver um bruxo conversar com animais meu pai os chamava de druidas, mas aquele garoto não possuía o cheiro de um druida, ele parecia estar na beirada entre um Dark e um druida e só quem poderia escolher qual dos dois lados poderia seguir. 

Suspirei e olhei nos olhos de Payne vi que ela se preocupava muito com ele então andei ate ela e me ajoelhei a sua frente – Me desculpe pelo que eu fiz- disse começando a falar, a mesma foi me interromper só que eu a parara – deixe eu terminar, eu sei oque ele tem e sei como ele pode resolver, só que nada podemos fazer a não ser aconselhar ele- disse suspirando e mordendo o lábio – Sei que nunca ira me perdoar, e que não deve estar acreditando no que estou dizendo, mas seu amigo ali e muito poderoso prova disso e ele conseguir conversar com aquele animal sem precisar fazer esforço e ate mesmo usar magia elemental oque e muito difícil- digo segurando sua mão e a acariciando enquanto olhava para o rosto dela
avatar
Joseph Nixon
Lobisomem

Mensagens : 22

Informações
PhotoPlayer: Garrett Hedlund
Raça: Lobisonem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Payne Jane Stryder

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum