Manuella A. Targaryen

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Manuella A. Targaryen

Mensagem por Manuella A. Targaryen em Sab Mar 01, 2014 6:02 pm

Ficha de Personagem - Manipuladores

Informações

Nome Completo: Manuella Alexia Campell Targaryen


Idade: 16 anos


Residência: Acampamento


Elemento que controla: Fogo

História

Descoberta do elemento: Seu pai sempre foi um bêbado,na verdade nem sempre,mais a pois a morte de sua mãe,ele passo a beber todos os dias,e agora era ate perde o controle de seus atos. Manuella sempre escondia seus irmãos mais novos no quarto de sua mãe. La era o lugar onde seu pai não tinha coragem de entra pois se culpava pela morte deu sua mãe. Maggie sua irmanzinha estava assustada de mais com seu pai e não queria ficar em casa com ele,então Manuella pediu a uma vizinha que sabia da situação para cuida de seus irmãos mais novos. Ela preparo tudo para o jantar,para não irrita-lo,se ele se irrita-se acabaria batendo nela. Manuella estava na cozinha jantando quando ele chego a xingando,e dizendo que sua mãe o tinha traído e que ela não era filha dele. Aquilo a deixo vermelha de raiva,e ela sentiu como se seu corpo estivesse esquentando, e de rebente o bujão de gás explodi. Ela lembra de ter voado longe e batido contra uma parede,mais seu corpo estava intacto,lembra de ouvir gritos de seu pai e depois mais nada.

Personalidade: É uma garota meiga, amiga, tímida, inocente ate de mais as vezes. Ela é meio maluquinha e desastrada. Fala pelos cotovelos e as vezes de mais, apesar disso é uma ótima amiga e muito boa em guarda segredos,não tenha quem a faça dizer. 

História:  Pode-se dizer que Manuella tinha a vida perfeita, mais perfeição não dura para sempre. Seus pais se casaram quando ambos tinha 20 anos, sua mãe já estava gravida dela, por isso o casamento ocorre rápido,mesmo assim eles se amaram, mais quando Manuella tinha 11 anos tudo aconteceu, seu pai estava bêbado e eles começaram a discute, as crianças estavam atrais no caro,seus irmãos mais novos já dormiam, alei-os a briga de seus pais, Manuella abraçava sua boneca com força, ela sabia que não ia acaba bem, ela sentia isso. A chuva caia forte, e seus pais gritavam e gesticulavam loucamente um para o outro, o acidente aconteceu muito rápido, seu pai perdeu o controle do carro,o carro giro na pista, o outro carro que vinha atrais bateu na traseira, fazendo o carro capota e sair da pista. Manuella chorava e seus irmãos a essa altura também, eles acordaram no meio de tudo e estava assustados, Manuella tinha usado seu corpo para proteger sua irmanzinha Maggie, quando viu o outro carro, o carro bateu justamente do seu lado mais ela foi protegida pelo corpo da irma. Seu pai se mexia e parecia desnorteada, ele chamo por eles, e depois por sua mãe mais ela não se movia, nada, nem mesmo seu peito era como se ela não respirasse. Depois disso Manuella não viu mais nada, seus olhos começaram a pesa e a escurecer, e tudo se apago.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

DUAS SEMANAS DEPOIS

A pequena garota ruiva pisco os olhos muitas vezes, para se acostumar com a claridade. Era como se não visse a luz a muito tempo. Ela solto um gemido quanto tento se mexe, atraindo a atenção de alguém em uma cadeira que estava a seu lado a pessoa se levanto rápido e passo as mãos nos seus cabelos. Começando a chora,isso a deixo confusa e com medo.

-Vovó? Porque esta aqui? - Murmura baixo e olha a mulher de idade com receio, sua avó e seu pai não se davam bem, então as coisas não estavam nada bem para ela esta aqui.

A mulher mais velha fungo e respiro fundo, em seus olhos dava para ver pena,saudades,magoa e muitas outras emoções que ela não conseguiu identifica.

-Sinto muito querida. - Murmura no mesmo tom que a neta,passando as mãos em seus cabelos.

Ela olho a avó sem entender, estava prestes a pergunta quando a mulher mais velha respondeu a confusão em seus olhos.

- Querida sua mãe não resistiu Janine morreu.- Murmuro a mulher começando a chora novamente descontroladamente.

A menina não soube oque fazer, oque dizer. Então tudo fico escuro, sua mente mergulho na escuridão.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Depois disso sua vida viro um inferno, seu pai começo a beber, não se importava se seus filhos tinha alguma coisa para comer ou não,sua avó os ajudo ate Manuella ter 14 anos, foi quando aconteceu sua segunda maior perda, sua avó morreu,mais ninguém sabia como.

Ela teve que aprender a se vira, começo a trabalhar como babá e depois pegando alguns bicos, não era fácil, afinal ela só tinha 14 anos na época, mas ela conseguiu.


Um ano depois ela descobre sobre seus poderes, mais não foi da melhor forma possível, ela estava descontrolada e não consegui se controlar com seu pai dizendo aquelas coisas, mais ela nunca imagino que aqui iria acontecer. Depois de ser arremessada na parede com a força da explosão, sua mente fico escura, e tudo se apago, foi acordada por alguém acariciando sua mão,ela não avia aberto os olhos ainda, mais sentiu um arrepio passar por seu corpo com o toque. A mão que segurava a sua era enorme comparando com a sua minuscula. Ela abri os olhos e viu um parde olhos azuis,ele era alto apesar de esta sentado dava para perceber isso, seus cabelos eram negros como a noite, e sua pele era pálida. Ele sorrio quando viu que ela avia acordado e aperto sua mão.




-Ate que em fim bela adormecida. Temos que ir. Você já fez um belo estrago, sorte que o bastardo do seu pai é um manipulador do fogo também.- Diz ele, ficando com uma expressão dura quando falo de seu pai.


Ela o olho confusa, e ele suspiro.


-Sua avó já teve ter le contado historia sobre isso certo? Manipuladores, sobre um acampamento?


Ela balanço a cabeça afirmativamente e de repente as peças se juntaram em sua cabeça, ela arregalo os olhos. Ele sorrio e aperto sua mão.


- Então ruivinha, você e uma manipuladora, e eu sou um amigo da sua avó, ela me pediu para ficar de olho em você e te ajudar quando isso acontece-se.- Murmuro ele a ajudando a se levanta, quando ela fez menção de fazer. Ele a puxo para seus pés e a seguro pela cintura quando ela tropeço um pouco nos próprios pés. - Cuidado ruivinha.- Murmuro ele com a voz baixa e parecia um pouco rouca, mais que o normal, ela mordeu o lábio, e se afasto.


- Eu sou sempre desastrada, desculpa. Uhum pode me dar um tempo para me arrumar?- Pergunta corando e olhando para os próprios pés.


-Claro.


Ela correu rápido para o banheiro, se impressionando por não ter batido em nada e começo a se veste. Uma calça preta colada ao corpo, e uma blusa branca igualmente colada, e uma jaqueta preta, não passo nem uma maquiagem apesar de ter, não fazia a minima ideia de como ele avia conseguido achar suas coisas, mais... ajeito sua juba ruiva,e saio do quarto, vendo o... ela não fazia ideia doque ele era e nem o seu nome. Ele a olho dos pés a cabeça e lambeu os lábios, e murmuro alguma coisa que ela não ouviu. Ele limpo a garganta e pego uma sacola que avia deixado em baixo da cama.


- Esqueceu os sapatos. Ou botas no caso.- Diz ele indo ate ela. Como ele era obviamente muito mais alto que ela, ela teve que levanta a cabeça, para olha-lo, ele tinha um olhar nos olhos que ela não conseguiu identificar.Ela mordeu o lábio e pego as botas dele, mordeu o lábio mais uma vez confusa.




- Essas botas não são minhas. Apesar de elas serem lindas.- Murmura pegando o par de botas na mão, eles eram da cor preta, com estrais do lado e iam atem quase o seu joelho se ela não estava enganada. Elas eram simplismente lindas.


-Considere como um presente de aniversario ruivinha.- Murmuro ele sorrindo e beija o topo de sua cabeça.


Ela dicava cada vez mais confusa com suas reações, era como se eles se conhecessem deis de sempre, e fossem amigos íntimos ou coisa assim. Ela o olho nos olhos, e viu que se recusasse ele ficaria magoado, ela suspiro e sentou na cama e começo a calça as botas, ele deu um sorriso enorme. Ele a puxo assim que ela termino e começo a leva-la para fora do quarto do hospital.




-Precisamos ir agora para o acampamento. - Diz ele já do lado de fora do hospital. Ela aperto seu braço, ele viro a cabeça para olha-la, por mais que o aperto dela seja minimo e não o machuco em nada, ele a olha confuso.


- Eu nem sei seu nome e nem oque você é.- Diz mordendo o lábio e o olhando nos olhos. Ele sorri.


- Sou um vampiro. É bem meu nome é Steve, Steve Mason. É agora vamos para o acampamento, eu não descumpro minhas promessas, e tenho uma com sua avó.


Ela o olho e abaixo a cabeça. Ela entendeu, ele só estava aqui por ela e estava sendo carinhoso por assim dizer, com ela por causa de sua avó, ela sabia que lembrava sua avó na adolescência. Ela balanço a cabeça e solto seu braço.


- Ok vamos lá então.


Ele sorrio, parecendo não perceber sua mudança de humor, e a puxo para o carro. 





Photo Player: Belinda
avatar
Manuella A. Targaryen
Manipulador

Mensagens : 7

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Manuella A. Targaryen

Mensagem por Manuella A. Targaryen em Sab Maio 03, 2014 5:01 pm

Ficha terminada
avatar
Manuella A. Targaryen
Manipulador

Mensagens : 7

Informações
PhotoPlayer:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Manuella A. Targaryen

Mensagem por Sarah Milles Hart em Dom Jun 08, 2014 3:16 pm

Aprovada!

Bem-vinda!!! E divirta-se...

_ _ _ _ Acampamento SobreNatural RPG _ _ _ _

avatar
Sarah Milles Hart
Administrador

Mensagens : 132
Localização : Acampamento

Informações
PhotoPlayer: Ashley Tisdale
Raça: Manipuladora do Ar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Manuella A. Targaryen

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum